Folin - Informações sobre o Remédio

Fabricante: Geyer

Princípio ativo: Atenolol e Atenolol

Classe Terapêutica: Outros Produtos Antianêmicos, Incluindo Ácido Fólico, Ácido Folínico

Requer Receita: Sim

Tipo de Receita: Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)

Categoria: Anemia e

Especialidade: Clínica Médica e HematologiaHematologia, Nutricionista, Clínica Médica, Nutricionista,

PDF: Bula do remédio Folin em PDF

Bula do Medicamento Folin

Folin, para o que é indicado e para o que serve?
Folin® é indicado no tratamento e prevenção de estados carenciais do ácido fólico. O uso deste medicamento está indicado nos casos de
Quais as contraindicações do Folin?
Não utilize Folin® se você apresentar alergia conhecida ao ácido fólico ou a qualquer outro componente do medicamento.
O Folin® não é o medicamento indicado para o tratamento de anemias perniciosas e outros tipos de anemias megaloblásticas causadas pela deficiência de vitamina B12 (cianocobalamina).
Como o Folin funciona?
O ácido fólico (Vitamina B9) é uma vitamina essencial para as reações metabólicas celulares e vital para o funcionamento e crescimento normal do organismo.
Como usar o Folin?
Você deve tomar os comprimidos de Folin® com líquido, por via oral.
As doses utilizadas de Folin®, salvo prescrições em contrário, são de 1 a 2 comprimidos, 1 vez ao dia. No caso da prevenção de malformações do tubo neural deve ser utilizado 1 comprimido, 1 vez ao dia, pelo menos 1 mês antes da gravidez e durante os primeiros 3 meses de gravidez.
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.
Quais cuidados devo ter ao usar o Folin?
Na necessidade de utilizar medicamentos anticonvulsivantes em concomitância com o Folin®, o seu médico deverá ser avisado porque o ácido fólico pode reduzir a ação do anticonvulsivante.
Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Folin?
O ácido fólico é um medicamento bem tolerado, apresentando baixa incidência de efeitos colaterais.
Raramente podem ocorrer distúrbios gastrointestinais, tais como náuseas, distensão abdominal (inchaço),
Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.
Qual a composição do Folin?

Cada comprimido revestido contém:

5 mg de ácido fólico.
Excipientes: lactose monoidratada, dióxido de silício, amidoglicolato de sódio, celulose microcristalina, estearato de magnésio, copolímero de metacrilato de butila, metacrilato de dimetilaminoetila e metacrilato de metila, talco, dióxido de titânio, amarelo de quinolina laca de alumínio, macrogol.
Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Folin maior do que a recomendada?
Existem poucos relatos de ingestão de doses elevadas de ácido fólico, no entanto estes casos não acarretam sintomas relevantes.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.
Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Folin com outros remédios?
Alguns medicamentos também podem interferir na absorção e armazenagem do ácido fólico, como anticonvulsivantes, contraceptivos orais,
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a saúde.
Qual a ação da substância do Folin (Ácido Fólico)?

Resultados de Eficácia

Estudos realizados na Hungria pelo pesquisador Andrew E. Czeizel são considerados ponto de referência decisivo na área de prevenção de defeitos do tubo neural. Um estudo realizado com quase 5.500 gestantes, concluiu que o uso de
Referências Bibliográficas
1. CZEIZEL, A.E., DUDÁS I. Prevention of the first occurrence of neural-tube defects by periconceptional vitamin supplementation. N Engl J Med. v. 327, p. 1832-1835, 1992.
2. CZEIZEL, A.E. Prevention of congenital abnormalities by periconceptional multivitamin supplementation. Brit Med J. v. 306, p.1645-1648, 1993. Eur J Obstet Gynec Reprod Biol. v. 75, p.151-161, 1998.
3. CZEIZEL, A.E. The primary prevention of birth defects: Multivitamins or folic acid?. Int J Med Sci. v 1, p. 50-61, 2004.

Características Farmacológicas

O Ácido Fólico medicamentoso é conhecido também como ácido pteroilglutâmico. Difere essencialmente do Ácido Fólico alimentar, uma vez que está sob a forma de monoglutamato, enquanto que o Ácido Fólico contido nos alimentos está sob a forma de poliglutamato. O Ácido Fólico sofre biotransformação hepática sendo convertido em seu metabólito ativo, o ácido tetraidrofólico.
O Ácido Fólico é encontrado em quase todos os alimentos, em pequenas quantidades sob a forma de poliglutamatos, sendo inutilizados no cozimento ou na forma de preparo destes alimentos.
O Ácido Fólico é uma vitamina essencial na multiplicação celular de todos os tecidos, já que é indispensável à síntese do DNA e consequentemente à divisão celular. A carência do Ácido Fólico vai afetar diretamente todos os tecidos, mas os efeitos prejudiciais são mais imediatos nos tecidos que se renovam numa velocidade mais rápida. Assim, os elementos figurados do sangue, o epitélio intestinal (especialmente o delgado) e mucosas em geral, vão se renovar de forma incompleta na carência de Ácido Fólico, originando graves distúrbios orgânicos que não apresentam sinais clínicos muito evidentes, havendo dificuldade no diagnóstico de sua carência.

Propriedades Farmacocinéticas

O Ácido Fólico é quase completamente absorvido pelo trato gastrintestinal (duodeno). A eliminação é renal, quase completamente como metabólitos. O excesso de Ácido Fólico ingerido (acima da Ingestão Diária Recomendada - IDR) é excretado através da urina, a maioria sob a forma inalterada. Doses pequenas como 0,2mg têm um aproveitamento biológico total. Doses elevadas, acima de 15mg têm uma taxa de excreção que varia entre 50 a 90%.
O Ácido Fólico, após a conversão a ácido tetraidrofólico, é necessário para a síntese normal de purina e timidilato, metabolismo de aminoácidos como a
O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Folin?
Você pode tomar a dose deste medicamento logo que se lembrar. Começar a contar o tempo novamente para a dose seguinte.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou médico, ou cirurgião-dentista.
Como devo armazenar o Folin?
Você deve guardar este medicamento em temperatura ambiente (15 a 30 ºC), protegido da luz e umidade.
Você deve manter o frasco do medicamento sempre bem fechado.
O prazo de validade é de 24 meses a partir da sua data de fabricação.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Folin® são comprimidos revestidos amarelos, redondos e com uma face sulcada.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
Apresentações do Folin
Comprimidos revestidos com 5 mg de ácido fólico: embalagem com 30 ou 100 comprimidos.
Uso oral. 
Uso adulto e pediátrico.
Dizeres Legais do Folin
M.S.: 1.0443.0020
Farm. Resp.:
Glaucia Porto Prates
CRF - RS 4261
Fabricado por:
Fargimed Indústria de Medicamentos LTDA
ME Rua Dr. Sérgio Mário Almeida, 36
Bairro Jardim Morada do Sol - Indaiatuba – SP
Registrado por:
Geyer Medicamentos S.A.
Rua Pelotas, 320 - Porto Alegre - RS
CNPJ: 92.670.801/0001-82
Indústria Brasileira
SAC:
0800 6040075
sac@geyermed.com.br
Venda sob prescrição médica.